Biografia

Bosbah por si mesmo

Oswaldo Bosbah

“Sou o primeiro paulistano e músico profissional de uma família enorme dos dois lados. Um vanguardista, modéstia à parte. Descendente de português, espanhol, francês, holandês, nortista e nordestino. Genuinamente vira-lata. Nasci na avenida Pompéia e fui criado às margens do Tietê, na boa e velha Barra Funda, jogando bola na rua todo santo dia.

Aos catorze anos de idade, resolvi tirar da capa um violão velho que ficava jogado no meu quarto. Achei que podia tocá-lo se aprendesse os acordes, uma vez que o ritmo já estava em mim e na minha mão direita naturalmente. Naquele tempo, fazia-se uma peregrinação pelas bancas de jornal, em busca de alguma edição que estivesse faltando da revistinha de músicas e harmonias, a “Vigu”. Nunca tive aula com ninguém; aprendi sozinho. Aprendi, não! Estou aprendendo até hoje.

Oswaldo Bosbah

Nessa mesma época, comecei também a compor. Aos dezesseis, participei do meu primeiro festival, no TBC. A música, de minha autoria, não foi para a final. Porém, só o fato de ter classificado para cantar, já foi um feito e tanto. Com dezessete anos, ganhei o meu primeiro cachê tocando na boate de um amigo. De lá pra cá, não parei mais de cantar nos bares da vida, da vila, dos jardins. Pouco tempo depois, em outros festivais, conquistei prêmios de melhor intérprete e aclamação popular. No início da década de noventa, musiquei a letra de um amigo que resultou num samba-enredo que foi entoado no desfile de uma escola de samba do interior de São Paulo. Registramos a parceria em gravação de estúdio.

Como intérprete, gosto de cantar, principalmente, as canções dos meus ídolos Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Dorival Caymmi, Chico Buarque, Caetano Veloso e João Gilberto. A mim, não importa se as músicas desses artistas não são executadas no rádio ou na TV. Minha função como músico é fazer com que esse estilo - a clássica MPB - continue sendo cantado e ouvido. O motivo é simples: são belíssimas composições que contêm riqueza melódica, harmônica, rítmica e poética. Faço minha parte em continuar divulgando.

Oswaldo Bosbah

Em 2009 lancei o meu primeiro CD: “Matéria-Prima”. São doze composições próprias - duas delas em parceria – com ritmos variados: bossa, blues, samba, jazz. Agora em 2011, estou lançando o meu segundo disco: “Bom Também”. Sua sonoridade é bem brasileira, mais voltado para a bossa e o samba. Este tem produção musical de Itamar Collaço, renomado contrabaixista brasileiro, ex-integrante do “Zimbo Trio”. Com esses trabalhos, penso ter alcançado uma agradável combinação do tradicional com o novo. Embora eu beba nas fontes dos meus mestres, minhas composições têm estilo próprio, com temáticas atuais sobre o cotidiano e o amor. O mesmo pode se dizer da interpretação, seja voz ou violão.

A música traz à tona os melhores sentimentos dos seus ouvintes. Mesmo que sejam tristes, às vezes. Trabalhar com música é uma alegria fascinante”.

Sarau do Bosbah

Leve música ao vivo para sua casa ou empresa.

  • Minha Página no Facebook
  • Siga-me no Twitter @bosbah
  • Veja meus Videos
  • Ouça minhas músicas no Soundcloud
Copyright © www.bosbah.com.br - Todos os Direitos Reservados - Proibida a reprodução do conteúdo deste site sem autorização.